Os seis pontos do Ecodesign.

Olá pessoal, hoje eu venho com um resumo de uma parte de um curso que estou fazendo sobre Ecidesign para cidades e subúrbios. Ecodesign pode ser especificado como o projeto para uma melhora na infraestrutura urbana combinando qualidade, preservação ao meio ambiente, facilidade e pensamento multidisciplinar. Uma integração do sistema artificial e natural envolvendo todo o contexto do espaço.

Capturar

Os seis pontos que guiam a produção desse tipo de pensamento para determinado lugar ou cidade são:

  1. Compreender e gerir a complexidade – As pessoas fazem da cidade um lugar dinâmico. Este sistema dinâmico na cidade nos traz uma larga variação nas formas de expressão humanas. Também temos que entender, ao projetar um espaço, que fora as necessidades básicas de uma pessoa, existem expectativas perceptivas e espirituais que devem ser supridas através do espaço. Os espaços com natureza por exemplo devem trabalhar junto com o design urbano para que o ambiente se torne mais agradável e humano.
  2. Tornar sustentável o crescimento econômico e populacional – Precisamos nos ater a importância de pensar nas futuras gerações nunca descartando a importância dos sistemas naturais. Como exemplo podemos citar espaços abandonados, uma boa opção é reusá-los e não pensar em primeira estância em destruí-los, visto que já existe toda uma estrutura que pode ser reaproveitada.
  3. Tornar todo o processo projetual interdisciplinar – Aqui novamente percebemos o conceito de Ecodesign, todas as disciplinas trabalhando juntas para obter um só resultado.
  4. Sempre requerer envolvimento público – Sempre que diversas opiniões são obtidas para um mesmo espaço, é possível extrair os melhores pontos de cada uma e se chegar a um resultado mais satisfatório. Como já ouvimos diversas vezes: Duas mentes pensam melhor que uma.
  5. Respeitar o contexto – Antes de alterar um espaço precisamos levar em consideração que há um valor emocional para quem habita o local, contanto, a primeira hipótese a ser levada em consideração deve ser : conservar, renovar, reciclar. Se não for possível essas opções, então devemos pensar em intervenções que use menos energia e poucos recursos para obtermos viabilidade de projeto.
  6. Projetar com uma tabela variada de produtos e materiais – Os projetistas devem se sentir livres para explorar e usar todos os materiais disponíveis no mercado, combinar diversos materiais para se obter melhor desempenho e qualidade.

Esses são os pontos principais do Ecodesign para cidades! Se você gostou, curte, compartilhe e nos acompanhe pelo blog ou facebook! Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s