Como limpar pedra de jardim?

pedra

Você quer que aquela pedra branca do seu jardim torne a ser branquinha? Pois bem, abaixo está uma listinha de como proceder para ver suas pedras branquinhas e novas de volta ! 😉

– Retire as pedras do vaso e lave-as em água corrente abundante para retirar o excesso de sujeira
– Dissolva, em uma bacia, 200 ml de água sanitária em um litro de água
– Coloque as pedras do jardim na solução e deixe-as por dois dias
– Após esse período, retire as pedras e enxágue-as duas ou três vezes em água corrente
– Deixe-as secar em um local onde as pedras fiquem bem espalhadas
– Quando elas já estiverem bem secas, devolva-as para o vaso.

É aconselhável colocar uma manta de drenagem embaixo das pedras evitando que tenham contato direto com a terra e permaneçam mais tempo limpas.

Fonte: ig.com.br

Ideias ótimas para seu Natal !

Oi pessoal, selecionei algumas ideias tops pra vocês fazerem vocês mesmos! É fácil, rápido e barato! 😉

 

guirlanda

Guirlanda de Natal

boneco neve

Boneco de neve com meias!

para a arvore de natal

Enfeite com barbante e cola!

presente de natal

Um presente lindo e que cabe no bolso!

CRIATIVIDADE

Taças castiçais

FACIL E PRATICO NATAL

 

Enfeite para mesa de natal!

Do ‘antiguinho’ ao Vintage.

vintage 1

As vezes nos confunde ..antigo, velho, vintage. Afinal, qual a diferença hein?

vintage 2

Para esclarecer as primeiras dúvidas Vintage vem da palavra ‘vindemia’ que no latim significa safra. Mas, ahn? Safra?! Sim, por que referia-se a ‘vintage’ as melhores safras que conferia aos clientes vinhos excepcionais! Por isso, hoje em dia, quando falamos que uma peça é ‘vintage’ é porque ela é excepcional e única. Para que uma peça se torne vintage deve ter mais de vinte anos, ter um ótimo estado de conservação e deve representar um estilo. Aí temos nossa peça Vintage!

vintage 3

É isso aí pessoal, tudo tem um significado histórico por trás! 🙂

Design Weekend!

Olá pessoal, mais um programa bacana pra vocês verem e acompanharem de perto 🙂

Brasilidade em alta

Com intervenções que valorizam o trabalho dos designers nacionais, os parceiros do DW! mostram que os brasileiros são criativos sim senhor! Para acompanhar toda a efervescência verde e amarela, não deixe de prestigiar o Design Weekend São Paulo, que acontece de 14 a 17 de agosto.
 

By Kamy apresenta DNA Têxtil 

A By Kamy realiza a exposição DNA Têxtil, com curadoria de Francesca Alzati.A mostra é dividida em três partes: no térreo, guarda-chuvas têxteis estilizados surgem em tons de azul; no andar superior, tem-se uma coleção feita em parceria com a Faculdade Santa Marcelina (Fasm), que criou uma proposta exclusiva para o evento; já o terceiro piso faz uma homenagem ao Brasil inspirada na diversidade cultural, com peças desenvolvidas por designers como Sérgio Matos, Adriana Yazbek, Nicole Tomazi, Andrea Brackman, Francesca Alzati, Priscila Imaizumi e Samuel Cirnansck.

 

By Kamy al. Gabriel Monteiro da Silva, 1147, tel. 3081-1266. 14 e 15 de agosto, das 10h às 19h. 16 de agosto, das 10h às 17h. 17 de agosto, das 10h às 14h. Entrada gratuita. http://www.bykamy.com

 


Lab & Factory: palestras e relax point

 

O designer e artista plástico Kiko Sobrino reunirá em seu estúdio, o Lab & Factory ciclos de palestras e noites descontraídas. No conteúdo, haverá um bate-papo com Mônica Orcioli, da Swarovski América Latina, sobre Luxo e “Premiunização“ na Moda e Design (Dia 14, às 17h, aberta ao público). Vitor Hugo Jacob, da LWT Software, fala sobre Como Materializar Suas Ideias – Utilização de Tecnologias de Modelagem e Impressão 3D (dia 15, às 17h, aberto ao público).  


Rodrigo dos Reis palestrará, em parceria com o Design Forum Pocket, sobre os Movimentos Contemporâneos do Morar no Brasil, com apoio da Casa Luso (dia 16, às 17h)aberto ao público). Todos os dias, Kiko fará uma instalação multimídia e a ação noturna Relax Point Chill Out, lounge para receber convidados.

Lab & Factory by KiKo Sobrino r. da Consolação, 2900. vip@labfactory.com.br De 14 a 16 de agosto, das 17h à 0h. Somente para convidados, entrada gratuita.

Sérgio Matos lança coleção na Marché

 

A loja traz a intervenção Arupemba e Flor e Chita by Sérgio Matos, além da coleção Desenharia Brasileira, composta de móveis e luminárias produzidos com alta tecnologia pelo designer Ronald Scliar Sasson, em parceria com a Voler.Algumas peças, como a mesa e a fruteira Plissada, foram executadas com técnica de picote e dobra do aço inox escovado.

A série traz ainda luminárias de cobre, cortiça, madeira e vidro, que criadas e apresentadas com exclusivamente para o DW!

 

Marché Art de Vie al. Gabriel Monteiro da Silva, 1606, tel. 3853-9761. De 14 e 15 de agosto, das 10h às 19h. 16 de agosto, das 10h às 16h. Entrada gratuita. http://www.marcheartdevie.com.br

Carbono: design, arquitetura e arte

 

A Carbono expõe a série de peças únicas da coleção Desdobramentos, desenvolvida pela Oficina umauma e assinada por Fernanda Barretto e Marcelo Di Benedetto. Trata-se de uma linha de mobiliário que pretende fazer o diálogo entre design, arquitetura e arte.A ideia é explorar um olhar poético sobre a arquitetura brutalista das décadas de 1960/70 e sobre o design de mobiliário utilizando técnicas de construção. Em destaque, pistas do processo de criação, como suportes de concreto, que buscam uma interação harmônica entre a percepção bruta do material e suas possibilidades.

Carbono al. Gabriel Monteiro da Silva, 1618, tel. 3815-1699. De 14 a 16 de agosto, das 10h às 19h. Entrada gratuita. http://www.carbonodesign.com.br

   


Galeria Nacional: design autoral

 

A Galeria Nacional apresenta o lançamento da linha Feira do Passarinho, assinada pelos designers alagoanos Rodrigo Ambrósio e Rona Silva. Na coleção, mobiliário e objetos inspirados na feira que acontecia sobre os trilhos do trem no centro de Maceió, que durou quase um século.
Com base nessa história peculiar, a dupla criou mesas, bancos, fruteiras e luminárias que serão apresentados, com exclusividade, na Galeria Nacional.
 

Galeria Nacional r. Barão de Capanema, 208, tel. 3083-0074. 14 de agosto, das 14h às 19h. 15 de agosto, das 10h às 19h. 16 de agosto, das 11h às 17h. Entrada gratuita. http://www.galerianacional.com.br 

 

 

Parede revestida com tecido!

Fala pessoal ! Tudo bem? Esse vídeo explica certinho como fazer pra revestir uma parede com tecido de forma fácil 🙂

Serve pros que gostam de dar um UP na casa sem gastar muita grana ! Confira o vídeo logo abaixo, espero que gostem ! beijos.

Pra que serviam as pirâmides do Egito?

Como foram construídas? para que serviam?

A pirâmides foram construídas pelos escravos do Egito e homens livres. Consistia num trabalho ṕesado.

As pirâmides eram consideradas a segunda casa de Faraó. Faraó era o nome dado aos governantes da época. Eles acreditavam que após a morte eles reviveriam, o que explica o fato de eles serem embalsamados. Dentro da pirâmide eram colocados todos os pertences do Faraó, incluindo ouro, prata, objetos de valor e suas mulheres (vivas). Logicamente não havia ressurreição e as mulheres vinham a óbito.

Interior da pirâmide (Quéops) 146 metros de altura.

piramideFonte da imagem: wikimedia

A entrada original para a Grande Pirâmide é de 17 metros verticalmente acima do nível do solo e 7,29 metros a leste da linha central da pirâmide. O interior da Pirâmide envolve ainda:

  1. Entrada original, na face Norte, atualmente obstruida
  2. Acesso atual, mandado abrir por Al-Mamun
  3. Blocos de granito, selando o acesso à passagem superior
  4. Passagem descendente até à Câmara subterrânea
  5. Câmara subterrânea
  6. Passagem ascendente de acesso à Grande Galeria
  7. Câmara da Rainha
  8. Passagem horizontal para a Câmara da Rainha
  9. Grande Galeria
  10. Câmara do Rei e Canais de ventilação
  11. Passagem horizontal para a Câmara do Rei
  12. Passagem que comunica a Grande Galeria com a Câmara subterrânea

Segue um vídeo que explica sobre um possível método de construção das pirâmides egípcias.

Arquitetura zen.

Que tal um lugar para relaxar? Temos na praça central de Viena, Áustria um lugar específico para isso! Um prédio com redes de balanço distribuídas por todos os pavimentos!

Prédio-Comunitário-Áustria

 

Não é demais? 🙂

k

 

Eu adoraria passar uma tarde lendo um bom livro nesse lugar, confesso.

m

 

Fonte: Revista Galileu.

Bairro. Como surgiu?

Para começar, um bairro é uma comunidade dentro de um município, sendo ele a unidade mínima de urbanização em quase todas as cidades do mundo.

800px-View_from_Pyramide_de_la_luna

View from Pyramide de la luna – image from wikimedia.

Sua história,  como se originou…

O historiador Lewis Mumford relatou o bairro como uma forma mais rudimentar de organização populacional sem fins políticos. Escavações evidenciam a existência dessas comunidades.

Em algumas regiões pré-industriais os serviços como proteção, regulamentação dos nascimentos e casamentos, limpeza e manutenção eram realizadas pelo próprio bairro, sem intervenção de uma cidade ou estado. Esse costume era visto em cidades islâmicas.

Também haviam os bairros étnicos em muitas cidades, um exemplo que permanece até hoje é o bairro da Liberdade em São Paulo que remete a população japonesa.

lib_sp

                             Liberdade | São Pauloimage from Wikimedia

As novas vilas foram surgindo de acordo com o crescimento urbano e o êxodo rural.

Atualmente…

Hoje em dia existem alguns fatores para a definição de certa área como bairro. São eles:

– Podem ser públicos ou privados;

– Apresentar arborização ( bairro jardim)

– Deve haver um planejamento urbano (água, esgoto, vias, etc.)

– Pode haver uma associação de moradores;

– Parques ou praças;

– entre outros.

800px-PereiraCoutinho

Pereira Coutinho | Bairro Nobre | São Pauloimage from wikimedia

800px-Rocinha_Favela

Favela da Rocinha | Rio de Janeiroimage from wikimedia

800px-Maputo_outskirts_-_March_2005

Maputo outskirts (bairro) – image from wikimedia

800px-Beijing_hutong_2005-3

Bairro de Hutong | Pequim  image from wikimedia

Aquela famosa casa, de Gaudí.

casa_calvet_02

Todos a conhecem…ou quase todos. Mas nem todos sabem sua história! Vamos viajar um pouco no túnel do tempo e conhecer um pouco mais sobre essa bela arquitetura?

Essa residência situa-se em Barcelona, Espanha. Nos chama atenção por seus traços diferenciados do convencional. A residência contém cinco pavimentos, sendo o primeiro com ocupação comercial e os superiores residência. Foi elaborada para um fabricante Textil, filho de Pedro Calvet, daí o nome da residência como ‘ casa Calvet’.

facdet

Quanto ao material da casa, a fachada é de pedra de cantaria, suas varandas são de ferro forjado. Usa-se alusão à religião na decoração da fachada como São Gens de Vilassar e o busto de São Pedro Mártir.

Cada forma tem um significado, cada detalhe quer expressar um símbolo, como por exemplo os ramos de oliveira que se encontra na fachada que é o símbolo da paz.

casa-calvet

Neste projeto Gaudí utilizou certo estilo barroco, visível no uso de colunas salomônicas, a decoração com temas florais e o projeto de açoteia com cascada e cachepôs de ar rococó.

Gaudí desenhou igualmente o mobiliário da casa, realizado com formas naturalistas muito do gosto de Gaudí. Os móveis da sala principal encontram-se hoje na Casa-Museu Gaudí, no Parque Güell.

casa-calvet (1)

Em 1900 a Casa Calvet recebeu o prêmio anual para o melhor edifício concedido pelo Município de Barcelona.

Pilotis

O que é?

O pilotis pode ser considerado como um sistema construtivo baseado na sustentação de uma edificação através de uma grelha de pilares (ou colunas) em seu pavimento térreo.

Pilotis no Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro.

Gustavo_Capanema_Palace,_Rio_de_Janeiro,_Brazil_(main_entrance,_2004)