Casas de Adobe

WhatsApp Image 2018-08-20 at 15.09.36

Casa de Adobe no sertão mineiro. Adobe é uma técnica construtiva vernacular, muito utilizada em regiões carentes, onde o tijolo é feito de terra crua e água (barro) juntamente com a palha. Algumas vezes é encontrado o uso de outras fibras nesse tipo de construção. A argila é moldada in loco (no local da obra) e inicia-se o processo construtivo do edifício. A construção com Adobe foi amplamente utilizada nas civilizações antigas, esse método proporciona conforto térmico, rapidez na execução, baixo custo e sustentabilidade. Se optar por esse tipo de técnica construtiva, o ideal é que o acabamento seja realizado com algum tipo de vedação externa para que os tijolos fiquem protegidos da ação da chuva, também é importante a execução de beirais para proteção da edificação. Para fundação, usa-se normalmente pedras comuns como o xisto numa espessura de 60cm acima do solo para que não haja contato direto da edificação com a umidade da terra, preservando assim o estado de conservação do que será construído.

Pranchas de projeto, como organizar?

Oi pessoal! Sei que muitas pessoas se enroscam na hora de montar uma prancha, então vamos a alguns passos para que você tenha mais facilidade na hora de criar sua prancha! Vou dividir a matéria em alguns módulos, então terá continuação 😉

DIAGRAMAÇÃO DE PRANCHAS.

O que é isso?

A diagramação de uma prancha nada mais é do que a ordem com que você insere as informações na sua prancha de projeto. É simples e ao mesmo tempo difícil. Alguns cuidados devem ser tomados ao se inserir as informações na prancha, quais são eles? Vamos lá:

Conteúdo

Antes de qualquer coisa, selecione o conteúdo que terá cada prancha, por exemplo, se eu quero distribuir as informações em três pranchas, quais serão as informações de cada uma delas? Organize! Por exemplo, uma para planta baixa e seções transversais, outra para ventilação, insolação, fluxos e outra para informações estruturais. Assim seu projeto ficará mais fácil de ser lido, como sabemos, os arquitetos leem desenhos 😉

Dimensão

Gente, façam testes! Os tamanhos das imagens nem sempre irão ficar do jeito que estamos imaginando, então façam testes antes de plotar, eu vou dar uma dica que me é muito útil: plote em formato PDF e quando visualizar o arquivo, coloque 100% e veja o tamanho das imagens, se a imagem não ‘estourou’, essas coisas, se estiver ok, então está pronto para ser impresso!

Relevância

Aqui muitos pecam! Sempre que formos inserir informações nas pranchas, temos que pensar o que é mais importante, quais informações não podem passar desapercebidas. o que for mais importante, a escala será maior e terá mais destaque, o que for menos relevante, pode estar em escala menor e não precisa ocupar espaço privilegiado na prancha. As vezes vemos umas setas de norte maiores que a planta baixa, rs

Padrão

Nunca se esqueça de, antes de começar a inserir as informações na prancha, estabelecer um padrão para elas, para que seu projeto não fique parecendo um Frankstain… rs , então sempre separe as fontes, o tamanho das fontes, como será os títulos? Itálico, negrito? E o corpo do texto? que fonte você irá usar? Organize tudo antes de começar para ficar bem apresentado!

Composição

Este ponto vai depender da sua criatividade. A geometria sempre ajuda nesse momento. Você pode separar sua prancha em seis partes iguais e distribuir as informações em cada parte, ou pode deixar um espaço no centro e dividir o restante em mais quatro quadrantes, aí vai do seu gosto pessoal e de como as informações se encaixam na prancha, como se relacionam entre si.

Lembre-se que você tem que fazer com que o leitor percorra toda sua prancha, então estabeleça um caminho, ele vai começar lendo o título, o sub título, depois irá para o projeto, os cortes, isso é você quem estabelece com padrões, dimensões, cores, destaques!

Essas são algumas dicas valiosas, espero ter ajudado!

Beijo,

Débora Bonetto329a6666b170b1cff508e5835589ad39.jpg

Exemplo de prancha – concurso site hometeka

Catedral de Brasília – Niemeyer

interior2

O edifício é definido pelos seus dezesseis pilares de concreto em forma de bumerangue, que partem de uma planta circular de setenta metros de diâmetro, rodeada por um espelho d’água, e sobem inclinadamente até tocar uns aos outros. O cálculo estrutural desse e dos demais edifícios projetados por Oscar Niemeyer para o conjunto original de Brasília foi feito por Joaquim Cardozo.

espelho dagua

A catedral em si está um nível abaixo do plano de acesso; o edifício é, assim, meramente sua coberta. Seu acesso dá-se por um caminho criado por quatro esculturas, representando os evangelistas, que levam a uma rampa descendente, estreita e escura.

int2

Os vitrais que fazem os fechamentos entre os pilares dotam a nave da catedral de abundante luz. A monumentalidade interna parece estar além da majestosidade externa.

construcao 1

A concepção arquitetônica é reduzida ao mínimo, à sua estrutura, ao mesmo tempo que a concepção estrutural é levada ao máximo de suas possibilidades. Como disse o próprio arquiteto: “quando a estrutura está feita, o edifício está pronto”.

int8

        Ficha técnica:

  • Arquitetos:Oscar Niemeyer
  • Ano: 1970
  • Tipo de projeto: Religioso
  • Status:Construído
  • Materialidade: Concreto e Vidro
  • Estrutura: Concreto
  • Localização: Brasília, Brasil
  • Implantação no terreno: Isolado

A Catedral Metropolitana de Brasília começou a ser construída em 1956, quando foi lançada a pedra fundamental da capital do país

 A Catedral Metropolitana de Brasília começou a ser construída em 1956, quando foi lançada a pedra fundamental da capital do país.

As 16 colunas de concreto pesam 90 toneladas. Niemeyer desenhou as formas da Catedral representando as mãos preparadas para a oração

 

As 16 colunas de concreto pesam 90 toneladas. Niemeyer desenhou as formas da Catedral representando as mãos preparadas para a oração.

Só 14 anos depois, em 31 de maio de 1970, é que a igreja projetada por Oscar Niemeyer foi inaugurada

Só 14 anos depois, em 31 de maio de 1970, é que a igreja projetada por Oscar Niemeyer foi inaugurada.

Para comemorar o aniversário da Catedral, o arcebispo de Brasília Dom Sergio da Rocha celebra missa especial.

Para comemorar o aniversário da Catedral, o arcebispo de Brasília Dom Sergio da Rocha celebra missa especial.

Fonte: Archdaily

Ahh, o MASP!

Oi gente! Não estou postando tão frequentemente como antes porque está muito corrido, época de provas na faculdade todos sabem como é! Uma correria total! Mas me comprometo a voltar a postar normalmente assim que acabar esse período de provas.

Bom, como fiquei meio sumida por uns tempos…vou postar uma matéria especial hoje, de um museu que eu adoro e fico deslumbrada com sua estrutura…será que é porque tem um dos maiores vãos livres do mundo com seus 74 metros? Não sei…deixo para vocês responderem.

Vamos ao que interessa…o  MASP!

Arquiteto autor do projeto: Lina Bo Bardi

Engenheiro responsável pelos cálculos estruturais:José Carlos de Figueiredo Ferraz

Data da construção: 1956 a 1968.

Estilo de obra: modernista

História

O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand  uma das mais importantes instituições culturais brasileiras, localiza-se na conhecida Avenida Paulista, em São Paulo.

O MASP possui a mais importante e abrangente coleção de arte europeia da América Latina e de todo o hemisfério sul, totalizando aproximadamente 8 mil peças, dentre elas, destaca-se o segmento referentes às pinturasesculturasdesenhosgravuras e artes decorativas européias, do século XIII aos dias atuais. O museu também abriga uma das maiores bibliotecas especializadas em arte do país.

 

                       Roubo de obras do acervo

No dia 20 de dezembro de 2007, por volta das cinco horas da manhã, três homens invadiram o museu, levando duas obras importantes do acervo: O Lavrador de Café de Cândido Portinari e Retrato de Suzanne Bloch de Pablo Picasso. A ação durou cerca de três minutos.

As obras foram encontradas pela polícia paulista em 8 de Janeiro de 2008, em Ferraz de Vasconcelos, na Região Metropolitana de São Paulo, sem terem sofrido danos. Dois homens foram presos na operação que resgatou as obras. Na época do roubo, as duas pinturas estavam estimadas em aproximadamente US$ 55 milhões.

No segundo semestre de 2008, o museu inaugurou o seu novo sistema de segurança. Avaliado em R$ 1 milhão, o sistema, que conta com 96 câmeras de segurança digitais e sete monitores de alta resolução, foi doado pela empresa coreana LG.

 Anexo do MASP ! Sim , o Masp terá um anexo!

Devido a limitação dos espaços de seu edifício-sede na Avenida Paulista – símbolo da cidade de São Paulo – o MASP entendeu como fundamental a obtenção do edifício ao lado, para ampliação de suas atividades. Referido edifício, adquirido pelo Museu com recursos fornecidos pela empresa de telefonia VIVO, está sendo destinado a acomodar o Anexo do MASP.

Este edifício anexo, caracterizado como MASP-VIVO, proporcionará ao público uma série de atividades, como:
– Exposições temáticas
– Laboratório de Restauro e Atelier
– Escola de Criatividade, com cursos de arte, museologia, design, tecnologia, fotografia e cinema
– No topo do edifício, Espaço Cibernético (cafeteria, computadores com acesso a internet e conexão wi-fi) e Observatório da região do Parque Trianon
– Como extensão dos espaços cobertos do 1º andar para uso como Atelier, haverá um pátio descoberto destinado a exposições de esculturas ao ar livre

O projeto de reforma e ampliação do edifício, devidamente aprovado em todos os órgãos competentes, possibilitou o início das obras com recursos livres fornecidos pela empresa Nestlé. Tais trabalhos estão previstos para conclusão até janeiro de 2013.

Para a continuidade da execução das obras de reforma e ampliação, foi aprovado junto ao Ministério da Cultura o projeto de incentivo fiscal (Lei Rouanet) no montante de 14 milhões de Reais. No final do ano de 2010, a direção do MASP – com a participação do Presidente do Conselho Deliberativo Dr. Adib Jatene – firmaram contratos de patrocínios da totalidade do valor aprovado pelo Ministério da Cultura com as empresas Vale, Petrobrás e Votorantim, garantindo assim sua efetivação.

MASP VIVO.

Estrutura do MASP. Como ele fica ”de pé?

Concreto Protendido
– A solução mais lógica e moderna é o uso do concreto protendido. O princípio do concreto protendido é simples: ao invés de se colocar barras de aço, colocam-se cabos de aço previamente tracionados (“esticados”). A disposição dos cabos pode ser vista dentro da viga abaixo:

Protensão
– Uma analogia simples para esse método genial, é o modo como é possível segurar uma grande pilha de livros na horizontal:

Protensão
– Se “apertarmos” eles com uma força suficiente com as mãos, estaremos fazendo o mesmo que os cabos de protensão fixados nas extremidades das vigas, e os livros não cairão.

As lajes são nervuradas, com 50cm de espessura, rsponsável pela sustentação de uma carga de 500 kgf/m2;

OBS: A Laje Nervurada é suspensa por  tirantes à duas Vigas protendidas, com 70m  de comprimento, 2,50 m de largura e 3,50 m de altura com topo na cota +14,50 m;

A cobertura da cota +17,63 m é composta por lajes calha apoiadas em vigas de concreto armado que, por sua vez, descarregam em vigas protendidas de 2,5 m de largura e 4,0 m de altura, com 74 m de vão;

As vigas protendidas do piso e da cobertura se apoiam em 4 pilares, situados nas extremidades das vigas. Estes pilares são ocos próximos à cobertura, contendo um pendulo interno, de modo a evitar que os efeitos de dilatação/contração das vigas acarretem na transferência de esforços para os pilares e consequentemente acarretem em momentos fletores;

Para efeitos de cálculo da Inércia da Seção nas condições do Estádio II, adotou-sem, apenas para efeitos didáticos, as seguintes simplificações:
• Hipótese da viga do Masp ser de concreto armado;
• Seção transversal simplificada por uma seção retangular com largura de 2,35 m, altura de 3,50 m, altura útil de 3,10 m e área de Aço de 957,7 cm2

Já que discorremos sobre muitas características do MASP, uma dica pra vocês que querem conhecer o local, está tendo uma exposição temporária:

O ESPECTRO DIVERSO – 600 ANOS DE CERÂMICA COREANA

Vale a pena conferir!

 

Fontes: Arquivos da USP , Para mais informações estruturais e fonte do texto, clique aqui, wikipedia, conteúdos particulares.